Carlos Burle - Profissão: Surfista - em depoimento a André Viana
“O surfe de ondas grandes é o ser humano enfrentando a natureza no grau mais elevado de seu poder físico e psicológico.
Existem mais de 7 bilhões de pessoas no mundo, mas só alguns desses seres são capazes de fazer o que fazemos.”
- CARLOS BURLE

Primeiro campeão e incentivador do circuito mundial de ondas grandes e do tow-in, Carlos Burle conta tudo sobre suas décadas de dedicação ao esporte, do anonimato ao estrelato, sempre tentando desmistificar a imagem desses homens que encaram ondas de 20, 30 metros por prazer - mas também por profissão.

Em depoimento ao jornalista e escritor André Viana, o campeão mundial de ondas grandes fala de peito aberto, com bom humor e a coragem que demonstra diante da fúra da natureza, sobre sua infância, os dramas familiares, sexo, drogas e polêmicas dentro e fora do mar.

“O medo pode ser uma droga poderosa. Sempre morri de medo do que fiz, mas aprendi desde cedo que um bom jeito de não ser dominado pelo medo é manter a mente pronta para enfrentá-lo... A vida é um laboratório que me permite experimentar o que eu quiser para descobrir o que é melhor para mim. Liberdade, experiência, equilíbrio. Essas foram as minhas apostas para ganhar força com o medo. Não deixar ninguém limitar meus sonhos, nem eu mesmo. Por um simples motivo: não existe verdade absoluta. O que existe é a postura que cada um escolhe para atuar na vida - e assumir que o erro também faz parte do jogo.”
- CARLOS BURLE

Nazaré, Portugal, 28 de outubro de 2013. Depois de salvar a vida de Maya Gabeira das ondas gigantes na praia do Norte, Carlos Burle toma uma decisão ousada e perigosa: voltar para a água e surfar, diante de câmeras de todo o mundo, os paredões que arrebentavam a metros da areia. Nesse dia, surfou uma onda estimada entre 32 e 35 metros de altura.

Protagonista de inúmeros episódios fundamentais da história do surfe, Burle sempre se arriscou a ir mais longe, a nadar na direção das maiores ondas, dos maiores desafios.

Dramático, inspirador e, por vezes, hilário, Carlos Burle - profissão: surfista apresenta um olhar íntimo sobre o garoto que ia passar as férias no engenho dos padrinhos e sofreu com a separação dos pais, o adolescente que comprou a primeira prancha aos 13 anos e viajou para o Havaí assim que fez 19, o futuro campeão mundial e referência em ondas grandes que gravou seu nome nas páginas do esporte mundial.

Aos 50 anos, Burle fez um balanço de tudo que recebeu da vida e fala sem reservas sobre os erros e acertos ao longo do caminho.

O AUTOR
André Viana

André Viana nasceu em 1974, no Rio de Janeiro, mas viveu a infância e a adolescência em Aracaju. Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Sergipe, trabalhou nas revistas Playboy e Veja, no suplemento cultural do jornal Gazeta Mercantil e na editora Trip. Hoje, além de atuar como tradutor, digire uma pequena editora especializada em histórias de família. É também autor do romance O doente, publicado em 2014 pela Cosac Naify.